Dicas Off-Road: Reparos de Emergência

22/12/2016


Dicas Off-Road: Reparos de Emergência

- Se sua Moto afogar no rio
- Pneu furado na Trilha
- Cabo de Embreagem ou acelerador arrebentado
- Corrente Arrebentada
- Para rebocar outra Moto
- Radiador Furado
- Pedal de Marcha quebrado

Sair para fazer uma Trilha no final de semana e acabar no meio do caminho com a moto estragada é realmente muito ruim. Ninguém quer que isso aconteça mas, cedo ou tarde sempre acaba acontecendo com alguém do nosso grupo. Nessas horas, criatividade é fundamental para poder improvisar com o que se tem em mão para continuar a trilha. Abaixo damos umas dicas de como se virar em situações em que todo treieiro está sujeito a encontrar.

Se sua Moto afogar no rio:

1- Se o click ficar duro para descer não force. O motor está cheio de água.

2- Tire a vela de ignição e o filtro de ar. Seque qualquer água que tiver dentro do filtro de ar. Seque o cachimbo para não haver fuga de corrente.

3- Esprema bem o filtro de ar para tirar toda a água e sujeira e coloque para secar. Observe pelo filtro e pelo tipo de rio qual o tipo de água que entrou no seu motor. Se foi água limpa ok mas se tinha muita terra ou areia misturada à água pode ser sinal de problemas.

4- Feche a torneirinha de combustível, vire a moto de cabeça para baixo , engate uma marcha qualquer e rode a roda traseira para expulsar a água do motor. Enquanto estiver rodando a roda observe o barulho do motor. Se o motor faz um barulho de algo raspando, pode ter areia dentro do motor. Tentar fazer a moto funcionar assim pode fundir o motor. Melhor rebocar a moto para uma oficina por que vai precisar abrir o motor para uma lavagem das peças.

5- Voltar a moto para a posição normal, escorra a gasolina que fica dentro do carburador por que ela pode ter se contaminado também.

6- Verifique se tem água dentro do magneto (tampa do lado esquerdo do motor perto do pedal de marcha). Em algumas motos 4T o magneto fica dentro do óleo do motor. Nesse caso não devemos mexer com isso. Na Agrale também não é bom tirar essa tampa por que vai vazar toda a água do radiador. Se a tampa for de plástico pode tirar sem medo.

7- Jogar um pouco de gasolina pelo buraco da vela de ignição.

8- Instalar a vela e tentar fazer a moto ligar. O mais fácil é tentar com o afogador puxado e sem acelerar.

9- Se a moto não pegar logo, tire a vela e sopre-a, (observe se ela está molhada de água) jogue um pouco de gasolina dentro do motor, coloque a vela no lugar, e tente fazer a moto ligar novamente. Repita os passos de 8 e 9 até a moto pegar.

10- Caso a moto não esteja querendo ligar investigue algum outro problema. Veja se ela está dando faísca. A água pode ter entrado nas conexões elétricas ou no botão do engine stop. Veja se a gasolina que chega no carburador é pura.

11- Quando a moto pegar, ainda demora um pouco para ela aceitar aceleração. Coloque o filtro de ar com a moto ligada para evitar que ela morra.

12- Depois verifique se o óleo da caixa ficou esbranquiçado, tipo leite. Se for o caso é por que entrou água na caixa de marcha. Confira a lubrificação da suspensão traseira, dos rolamentos das rodas e do desmultiplicador. Pode ter entrado barro também dentro do cabo do velocímetro.

Pneu furado na Trilha:

Se o seu pneu furar no meio de uma Trilha, você deve ir para um borracheiro o mais rápido possível. Quando mais a moto andar maior é o risco de estragar o pneu ou até mesmo a roda da moto. Se alguém tiver um spray para reparo instantâneo de pneus pode ser que funcione. Se você andou com o pneu vazio é capaz de não funcionar. Sempre vale a pena ter um às mãos. Eles já me salvaram muitas vezes. Leia as instruções no rótulo e se o pneu não voltar a esvaziar no dia seguinte o furo estará remendado por algum tempo. Eu digo por algum tempo por que o spray veda o furo entupindo-o e mais cedo ou mais tarde acabará vazando pelo buraquinho que ainda estará lá.

1- Em primeiro lugar, confira o aperto da trava de pneu. Procure algum prego ou raio solto enfiado no pneu. Retire o prego ou o raio antes de continuar andando com a moto para não aumentar o furo. Se o prego estiver impedindo a saída do ar deixe ele onde está.

2- Tente andar sem freadas ou acelerações bruscas.

3- Coloque seu peso mais na roda que está boa.

4- Evite passar nos buracos e desvie de todas as pedras. (se possível)

5- Se o pneu estiver querendo sair da roda amarre-o com uma corda ou um arame.

6- Ande de vagar. Cuidado nas curvas e freadas.

7- Quando o borracheiro desmontar o pneu tente descobrir por que o pneu furou. Pode ser uma ponta de raio, alguma rebarba no aro da roda, a câmera pode ter rasgado quando você bateu em uma quina de pedra, a trava de pneu pode ter mordido a câmera, o pneu pode ter rodado no aro ... e pode ser um prego que ainda está no pneu.

Cabo de Embreagem ou acelerador arrebentado:

Esse é um defeito de fácil prevenção, normalmente os cabos arrebentam nas extremidades. Quando começar a desfiar troque o cabo por que ele não vai durar mais quase nada. Olhe também se o seu cabo foi queimado pelo escape ou se o guidon não esmagou ele. Se quando você aperta a embreagem ou acelera e sente que algo está raspando, verifique se não é o cabo de aço que está desfiando.
Existe uma pecinha própria para essas situações: O quebra galho. É só aparafusar na ponta do cabo de embreagem que dá para continuar andando com a moto. Evite usar a embreagem por que às vezes ele não resiste muito tempo.
No caso do acelerador o quebra galho é muito grande. Arrume um interruptor de luz. Olhe que atrás dele, tem um lugar de enfiar o fio e apertar um parafuzinho. Arranque essa pecinha com um alicate e use como quebra galho. Se arrebentar em baixo, no carburador, tome cuidado para que não caia nenhum pedaço do cabo arrebentado e o quebra galho dentro do motor.
Provavelmente vai precisar regular a embreagem ou o acelerador novamente

Embreagem patinando:

1- Evite acelerar muito.

2- Passe as marchas antes do momento que você passaria normalmente.

3- Evite os morros.

4- Não espere acabar a embreagem totalmente para ser rebocado. Se estiver difícil, enquanto alguém te reboca você só acelera um pouquinho para ajudar.

5- Se a caixa de marchas estiver esquentando muito perto de onde fica a embreagem, (perto do pedal de freio) pare e espere esfriar.

6- Cabo de embreagem agarrando ou regulado muito alto podem fazer a embreagem patinar. Volte a alavanca da embreagem lá no motor com a mão.

Corrente arrebentada:

Se a corrente de alguém arrebentar no meio de uma trilha, verifique se não foi só a emenda que soltou. Nesse caso é só colocar outra emenda observando o sentido da trava e continuar a trilha normalmente. Caso não tenha nenhuma emenda ou a corrente tenha arrebentado de jeito que não dê para consertar, a moto vai ter de ser rebocada. Se a corrente estiver presa na roda ou no pinhão e você não consegue tirar ela, tente soltar a roda ou o pinhão para facilitar.

Para rebocar outra moto:

1- Amarre as motos com distância de uns 2 metros uma da outra.

2- Cuide para que a corda não entre na roda.

3- Mantenha a corda sempre esticada para evitar dar tranco em quem está sendo rebocado.

4- Nas descidas a moto que vem atrás deve frear a da frente. Se a descida for grande vale a pena desamarrar as motos.

5- As motos 4T são melhores para rebocar que as 2T. Quanto mais torque em baixa a moto tiver melhor. Uma XR 250 é melhor para puxar outra moto que uma CR 250.

6- Se não tiver corda improvise com qualquer coisa (arame, mangueira, corrente da moto que estragou...)

Radiador furado:

Se o radiador da sua moto estiver vazando, e se o vazamento não for muito grande, talvez dá para dar um jeito. Procure um boteco na trilha e peça um ovo cru. Jogue a clara do ovo dentro do radiador. Massa de tomate também funciona. Na maioria das vezes o furo para de vazar.
Se for uma mangueira vazando, tente enrolar umas tiras de câmara de ar ou fita isolante na mangueira.

Pedal de Marcha quebrado:

Se o seu pedal de marcha quebrar ou simplesmente sumir, coloque uma marcha com um alicate. Se for em uma Trilha tente ir de segunda ou primeira se a segunda for fraca. Na estrada, empurre a moto um pouco para ajudar a arrancar e use uma terceira ou quarta.



Por: Eriton Motos
Fonte: www.regularidade.com.br
Foto: www.regularidade.com.br